Clínica de Recuperação para Alcoólatras em Londrina- PR, fica localizada em uma parte rural da cidade onde a natureza, animais e ar puro se faz um excelente local para se realizar ao tratamento do paciente dependente químico ou até mesmo uma pessoa alcoolista.

Saiba mais, entenda como funciona e converse com os profissionais antes de internar um dependente

Por seu empenho e serviço exemplar, o Guia Clínicas conquistou o prêmio do município de Itu como a melhor clinica de recuperação da região. O espaço conta com uma infraestrutura completa incluindo:

  • piscina com cascata
  • sala de jogos
  • sala de TV
  • educador físico
  • salas de estudo
  • jardins
  • quartos coletivos
  • quartos individuais
  • convênio de saúde

Algumas fotos da clínica de recuperação alcoólatra masculina e feminina em Londrina- Paraná

  

O tratamento tem como objetivo a ressocialização dos residentes,  portanto ao optar por acomodações múltiplas, evita-se justamente o isolamento do paciente com uma melhor eficácia do processo terapêutico.

Uma vez que a família ou até mesmo o próprio dependente se decide em fazer uma reabilitação, é extremamente necessário se tomar alguns cuidados na hora de achar a clínica de recuperação em Londrina- PR, pois nem todas instituições podem atender por exemplo uma internação involuntária ou compulsória.

Resumo da Internação Voluntária, Involuntária e Compulsória:

Internação voluntária

A pessoa que solicita voluntariamente a própria internação, ou que a consente, deve assinar, no momento da admissão, uma declaração de que optou por esse regime de tratamento. O término da internação se dá por solicitação escrita do paciente ou por determinação do médico responsável. Uma internação voluntária pode, contudo, se transformar em involuntária e o paciente, então, não poderá sair do estabelecimento sem a prévia autorização.

Internação involuntária

É a que ocorre sem o consentimento do paciente e a pedido de terceiros. Geralmente, são os familiares que solicitam a internação do paciente, mas é possível que o pedido venha de outras fontes. O pedido tem que ser feito por escrito e aceito pelo médico psiquiatra.

A lei determina que, nesses casos, os responsáveis técnicos do estabelecimento de saúde têm prazo de 72 horas para informar ao Ministério Público do estado sobre a internação e os motivos dela. O objetivo é evitar a possibilidade de esse tipo de internação ser utilizado para a cárcere privado.

Internação compulsória

Nesse caso não é necessária a autorização familiar. A internação compulsória é sempre determinada pelo juiz competente, depois de pedido formal, feito por um médico, atestando que a pessoa não tem domínio sobre a própria condição psicológica e física. O juiz levará em conta o laudo médico especializado, as condições de segurança do estabelecimento, quanto à salvaguarda do paciente, dos demais internados e funcionários.

Não colocarei aqui minha opinião referente a qual dessas eu sou a favor, pois sei o quanto é difícil e doloroso para quem esta vivenciando esse tipo de problema. Cada caso requer uma atitude diferente e única. Não existe uma formula pronta para lidar com dependente químico, o que tem que existir é força, sabedoria e amor.

O procedimento é simples se o indivíduo é avaliado como necessitando internação involuntária de drogados mais prolongada uma decisão judicial deverá ser obtida. Temos todas modalidades de tratamento do usuário de crack, álcool e cocaína

A avaliação psiquiátrica envolve o exame do estado mental e a história para o resgate clínica de recuperação. Testes psicológicos, neurológicos, neuropsicológicos e exames de imagem podem ser utilizados como auxiliares na avaliação, assim como exames físicos e laboratoriais.

Sobre Clínicas de Recuperação de Alcoolismo

O alcoolismo é um drama que acompanha a humanidade há muitos anos. Devido a popularidade que as bebidas alcoólicas têm, não é muito difícil se tornar um dependente, caso não haja controle sobre o consumo.

De acordo com dados apresentados pelo Organização Mundial da Saúde (OMS) o álcool mata, todos os anos, 3,3 milhões de pessoas em todo o mundo, número que representa 5,9% das mortes. Entre estes 3,3 milhões de pessoas, 25% possuía idade entre 20 e 39 anos.

O psiquiatra e coordenador do Centro de Referência em Drogas (CRR) da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG), Frederico Garcia, explica que o álcool é uma doença do cérebro, e que deixa várias marcas no organismo. Ele diz o seguinte:

clínica de recuperação para alcoólatras em Londrina- PR conta com os  colaboradores necessários ao tratamento completo de seus pacientes, tais como, psicólogas, psiquiatras, médicos, terapeutas, conselheiros, monitores, enfermagem 24 horas e mais.

Resumo: Ter um dependente na família é algo extremamente difícil porém os cuidados citados neste conteúdo te levaram a ter um tratamento de qualidade e com a confiança de estar fazendo a reabilitação em um lugar que te trará resultados.

Um único tratamento não é apropriado para todas as pessoas, visto que cada um possui necessidades específicas e personalidade própria. Baseado nessa premissa decidimos criar um tratamento exclusivo para às mulheres e homens.

Cada atendimento é feito com excelência e a clínica de recuperação prima por seu respeito e carinho com cada paciente, vale ressaltar que o Guia Clínicas conta com unidades em todo Brasil.

Para marcar uma visita e obter informações com nosso time de atendimento ligue:
Fixo: +55 (11) 4249-0224

Responder